MEU CARRINHO
O meu Carrinho está vazio

SUPORTE

Newsletter

DIPOL Revisão Semanal – TV e SAT TV, CCTV, WLAN
No. 36/2020 (Nov. 9, 2020)
Sensores biomédicos impressos. Uma equipa internacional de cientistas dos Estados Unidos e da China desenvolveu uma nova maneira simples de colocar circuitos eletrónicos diretamente na pele e usá-los para construir sensores de precisão para aplicações médicas. Os eletrónicos são aplicados (dizem os cientistas “impressos”) de maneira totalmente segura na pele para monitorizar indicadores de saúde como temperatura corporal, níveis de oxigênio no sangue, frequência cardíaca e pressão arterial. Além disso, os cientistas demonstraram que os biossensores podem ser conectados sem fio a equipamentos de monitorização (seja um smartphone com software adequado, ou mesmo um link direto para a Internet) para verificar os resultados continuamente.
Circuitos eletrónicos impressos na pele permitem a conexão segura de biossensores.
Até agora, nenhum bom método existia para a aplicação de camadas eletrónicas na pele. Os principais problemas incluíam baixa resistência, rigidez ou altas temperaturas de aplicação. Os cientistas conseguiram fazer um revestimento especial que, por um lado, adere bem à pele e, por outro, permite a ligação de circuitos eletrónicos (“sinterizados”) à temperatura ambiente. Surpreendentemente, o revestimento é feito de materiais facilmente acessíveis e muito usados no dia a dia. É composto por pasta de álcool polivinílico, o principal ingrediente das máscaras de peeling facial, e carbonato de cálcio, que é o principal material da casca do ovo. Os sensores permanecem bem na pele durante vários dias e são facilmente removidos aquecendo os circuitos, por e.x. com um secador de cabelo ou num banho quente para descascar.
Os sensores biomédicos têm um vasto potencial para o futuro dos diagnósticos. Os fenómenos biológicos que ocorrem naturalmente no corpo ou os sintomas de doenças podem ser interpretados como efeitos físicos ou químicos que podem ser parametrizados. O corpo gera inúmeros sinais, como impulsos elétricos, mudanças na forma ou na cor, que podem ser detectados pelos sensores. O exame não é invasivo e, na maioria das vezes, envolve medição contínua na casa do paciente. Os teste estão em andamento com um conjunto de sensores que podem monitorizar os sintomas relacionados à infecção por Covid-19.
Sinal de satélite DVB-S/S2 num sistema de hotel. Os headends que distribuem programas de satélite convertidos para o formato digital DVB-T COFDM ainda são a solução mais popular usada em muitos hotéis. Os canais via satélite podem ser um complemento aos programas de televisão terrestre ou ser a única parte do pacote oferecido. TDX-480 R81621 é um dos transmoduladores TERRA mais valiosos. Torna possível distribuir e gerir programas SAT TV num sistema de TV privado. O módulo TDX-480 R81621 converte o sinal DVB-S/S2 (8PSK/QPSK) em DVB-T (COFDM). O dispositivo suporta a recepção de canais abertos. Um painel TDX-480 recebe todo o pacote de sinal de oito transponders de satélite e cria dois grupos independentes de quatro multiplexes DVB-T adjacentes com uma largura de banda máxima de 31,66 Mbps. Para canais codificados, o modelo TDX-420C R81619 pode ser usado. Os dispositivos suportam o sistema SCR/Unicable, compatível com EN50494 e/ou EN50607. Isso significa que o sinal de satélite pode ser fornecido diretamente do multiswitch SRM-521 R80521 para receber programas de satélite de toda a banda Ku (faixa de frequência de 11,70 a 12,75 GHz).
A DIPOL oferece os seguintes modelos de transmoduladores DVB-S/S2 (8PSK, QPSK):
 TDX-440 TDX-420  TDX-420CTDQ-420C  TDX-480
  R81614 R81618R81619 R81638 R81639 
Code  R81614 R81618R81619  R81639R81621
Standard inputDVB-S/S2
(8PSK, QPSK)
DVB-S/S2
(8PSK, QPSK)
DVB-S/S2
(8PSK, QPSK)
DVB-S/S2
(8PSK, QPSK)
DVB-S/S2
(8PSK, QPSK)
No. of transponders82228
Standard output  DVB-T
COFDM
DVB-T
COFDM
DVB-T
COFDM 
 DVB-C
QAM
DVB-T
COFDM  
No. of MUXes42228
Support for dSCREN50494 and/or EN50607
Max. bitrate [Mbps] 4x31.662x31.662x31.662x538x31.66
CI interfacenonenone2x2xnone
A vasta gama de transmoduladores TERRA é de particular interesse para hotéis, pensões, apartamentos e hospitais, pois são necessários receptores adicionais (SAT) para aparelhos de TV individuais.
Noções básicas de endereçamento IP - parte 7: serviço DynDNS. Na edição anterior discutiu-se os detalhes do servidor DNS. Esta seção apresenta o uso do serviço DynDNS. Para executar um servidor, por exemplo com um site ou para visualização de câmaras CCTV, para estar disponível em qualquer lugar da Internet, e se não tiver um endereço IP fixo, mas só o recebe (endereço público) dinamicamente de um servidor DHCP, deve usar o DDNS (Dynamic Domain Name System), ou seja, o serviço de servidor de nomes dinâmico.
Os dispositivos conectados à Internet geralmente não possuem um IP público fixo, mas este muda de tempos em tempos. Neste caso, o usuário não consegue se ligar remotamente diretamente a tal local. Aqui, o serviço DDNS vem em ajuda, que, como o DNS, tem um banco de dados de entradas do domínio e relações de endereço numérico, mas pode ser atualizado a qualquer momento pelo proprietário do domínio (um serviço/aplicativo dedicado instalado no usuário hardware notifica o servidor DDNS da mudança de endereço). Graças a isso, o servidor pode ser alcançado com um nome fixo, independentemente do endereço IP que ele possui atualmente. Por esse motivo, pode-se comunicar com o servidor apenas usando o endereço de domínio traduzido pelo servidor DDNS (a menos que o endereço numérico atual do servidor seja conhecido, mas você nunca sabe por quanto tempo ele será válido).
Aqui está um diagrama de uma comunicação de um ciclo entre o cliente e o servidor sem um endereço IP fixo
via DDNS. Ele será repetido na próxima vez que o endereço for alterado.
1. O seu IP é 83.17.30.134
2. IP alterado para: dipol.no-ip.org então agora 83.17.30.134
3. Qual é o endereço IP atual para dipol.no-ip.org?
4. dipol.no-ip.org agora é 83.17.30.134
5. Olá, 83.17.30.134, envie-me o seu site
6. Aqui está o meu site
Observe que pode demorar um pouco, após o servidor DHCP alterar o endereço IP, antes que o programa ou router detecte isso, e então pode levar cerca de um minuto para que as informações de atualização sejam enviadas ao servidor DDNS, antes que o servidor grave os dados para o servidor DNS. Deve ter em mente que o servidor pode ficar indisponível por vários minutos quando o endereço IP muda.
Qual é a diferença entre as baterias AGM e de gel? Baterias sem manutenção são recomendadas para sistemas de baixa tensão. Estas são construídas para serem completamente estanques e não representam nenhum risco de vazamento de substâncias perigosas, portanto, podem ser usados em qualquer posição. As baterias disponíveis são do tipo AGM (Absorbed Glass Mat) ou gel.
Bateria emu baseada na tecnologia AGM.
Os elementos escuros são placas de chumbo, enquanto os claros são camadas de fibra de vidro embebidas em eletrólito.
Nas baterias AGM (Absorbed Glass Mat), todo o eletrólito é preso (absorvido) em separadores de fibra de vidro de alta porosidade entre as placas de chumbo. Possuem baixa resistência interna, o que significa maior tensão nos terminais e maior tempo de trabalho, principalmente quando são descarregados com alta corrente consumida. Isso torna-os mais adequados para operação de buffer, ou seja, eles são usados em equipamentos UPS.
As baterias de gel, por sua vez, possuem o eletrólito em forma de gel. Eles são resistentes a descargas profundas e são usados como fonte de energia para dispositivos móveis, como empilhadores, cadeiras de rodas e sistemas fotovoltaicos.
Ativar o segundo relé do módulo principal do intercomunicador de vídeo IP Hikvision da 2ª geração. O módulo principal da estação de porta/portão DS-KD8003-IME1/EU G73652 tem dois relés, um dos quais pode ser usado para controlar a descarga elétrica do trinco e o outro para controlar o portão de entrada ou barreira num bairro residencial. Por padrão, o segundo relé está desenergizado e não é visível em monitores internos ou aplicações de cliente Hik-Connect e iVMS-4200. Para ativá-lo, no iVMS-4200 (v.3) insira as configurações Remoto-> Intercomunicador-> Módulo I/O e selecione a opção “Trinco elétrico” para a saída “PORTA2”. Depois disso, a segunda saída será ativada e ficará visível na janela de exibição ao vivo dos monitores conectados e aplicativos clientes.
Trinco de Porta Elétrico: Bira ES1-001 (12V AC/DC, ajustável)DS-KD-ACF1 Hikvision Aro Encastrar de 1 MóduloDS-KD8003-IME1/EU Módulo Principal do Intercomunicador de Vídeo IP Hikvision Router Gigabit: TP-Link Archer C6 AC1200 (10/100/1000 Mbps)Switch PoE: ULTIPOWER PRO0064afat (65W, 6xRJ45: 4xPoE 802.3af/at, PoE Auto Check)Adaptador SMPS AC/DC ZI-5000 12V/5A (para câmaras CCTV)Monitor 7
Um exemplo de um controlo de porta/portão de entrada usando
a 2ª geração do sistema de vídeo porteiro Hikvision IP
Na imagem acima, o monitor (DS-KH6320-WTE1/EU (G74001)) e o módulo de estação externa principal (DS-KD8003-IME1/EU (G73652)) estão conectados a um interruptor ULTIPOWER PoE (N299781), que garante fonte de alimentação e comunicação entre os dois dispositivos. O uso de um router (N3255) permite o acesso de redes externas, bem como uma conexão sem fio na rede local. A fechadura elétrica da porta (G74210) é liberada pela fonte de alimentação de 12 VCC (M1825) através de um relé integrado no módulo da estação externa. O outro relé controla o portão de entrada.
Ferramentas nem sempre necessárias. Uma empresa construiu um novo prédio. Parte do pessoal era para ser transferido para lá, mas infelizmente, na fase de construção do sistema de telecomunicações, não foi encaminhada fibra óptica. O designer forneceu apenas conexões de cobre. Eles não queriam contratar uma empresa externa para fazer esse pedido devido à ameaça de epidemia. Tudo o que era necessário era uma fibra óptica terminada com conectores dedicados aos equipamentos existentes.
Patch Cord (feito por encomenda)
Patch cord feito sob encomenda - L7370.
Proteção opcional de conectores para transporte e instalação.
A solução foi solicitar um patch cord de fibra óptica da DIPOL. A equipa técnica do próprio investidor, conhecendo as instalações e o percurso do percurso, efectuou as medições necessárias do comprimento do cabo necessário, revelou as entradas dos edifícios e as entradas da rede teletécnica. Depois de avaliar as necessidades da instalação, um cabo universal monomodo terminado com dois conectores LC em ambos os lados foi selecionado. Além disso, o cabo foi colocado num tubo protetor de fábrica. Os conectores foram protegidos contra sujidade com uma tampa especial.
Os conectores dos cabos feitos por encomenda são profissionalmente instalados na fábrica com o uso das mais recentes máquinas de precisão. Os patch cords para uso são fornecidos com certificados que contêm medidas de perda de inserção. Os patch cords minimizam o custo e o tempo de instalação.

Novos produtos oferecidos pela DIPOL
Câmara IP Dome: Hikvision DS-2CD2386G2-IU (8 MP, 2,8 mm, 0,003lx, IV até 30 m, WDR, H.265, Áudio, AcuSense)
Câmara IP Dome: Hikvision DS-2CD2386G2-IU K00337 pertence à segunda geração de câmaras baseadas na tecnologia AcuSense, notável pela filtragem ainda mais eficaz de falsos alarmes. O dispositivo é dedicado para uso em sistemas CCTV baseados em DVRs/NVRs IP. A câmara está equipada com um sensor CMOS de 8 Mpx 1/1,8" e um iluminador IV com um alcance de até 30 m para garantir a visibilidade adequada em condições de pouca luz.

Câmara IP Compacta: Hikvision DS-2CD2T46G2-2I (4 MP, 2,8 mm, 0,003lx, IV até 60 m, WDR, H.265, AcuSense)
Câmara IP Compacta: Hikvision DS-2CD2T46G2-2I K04525 pertence à segunda geração de câmaras baseadas na tecnologia AcuSense. A câmara é equipada com sensor CMOS de 1/2,7" com resolução de 4 Mpx e iluminador infravermelho com alcance de até 60 m, garantindo visibilidade correta na ausência de iluminação.
Câmara IP Cube: Hikvision DS-2CD2443G0-IW (4 MP, 2,8 mm, 0,018 lx, IV até 10 m, Wi-Fi, PIR, PoE, RTMP, AAC, Áudio)
Câmara IP Cube: Hikvision DS-2CD2443G0-IW K17181 é dedicada para uso em sistemas de monitorização IP. Este modelo é baseado num sensor de imagem de 4 MP de qualidade e oferece imagem superior com alta fidelidade de reprodução de cores e baixo ruído na ausência de iluminação. Depois de carregar um firmware especial (disponível em arquivos para download), a câmara suporta compressão de áudio RTMP (Real-time Streaming Protocol) e AAC (Advanced Audio Coding). Graças a isso, o fluxo de dados pode ser transmitido diretamente da câmara para o YouTube, onde a emissora tem uma conta ativa para streaming ao vivo.
Vale a pena ler:
Mapas de calor nas lojas. O mapa de calor é uma visualização da análise da imagem da câmara que mostra o movimento dos clientes. Eles mostram os principais parâmetros para o vendedor, ou seja, para onde os clientes se movem e quanto tempo passam em prateleiras específicas. Estas informações podem ser utilizadas para organizar melhor o espaço da loja e dispor os produtos nas prateleiras... >>>mais
Visualização do fluxo do cliente na loja
Regulação de Produtos de Construção (CPR) - Novos Requisitos para Cabos
Cabos TRISET - adaptados aos requisitos
 
SUBSCRIÇÃO
Se esta interessado em receber a nossa Newsletter semanal por email, insira o seu endereço de email:
 
 
NA EDIÇÃO ANTERIOR
ARQUIVO NEWSLETTERS
PROMOÇÃO
NOVOS TÍTULOS
PARA SABER MAIS