MEU CARRINHO
O meu Carrinho está vazio

SUPORTE

Newsletter

Revisão Semanal DIPOL - TV e SAT TV, CCTV, WLAN
Nº 37/2022 (Novembro 14, 2022)
A miniaturização de detetores IV aumentará as capacidades dos eletrónicos de consumo. A miniaturização extrema de detetores infravermelhos (IV) é crucial para a sua integração em eletrónicos de consumo de próxima geração, pequenos satélites. Até agora, os detetores IV dependiam de materiais e tecnologias volumosos e caros. Conforme relatado na revista científica Nature Photonics, uma equipa liderada pelo Dr. Ivan Shorubalko, pesquisador do Instituto Empa, conseguiu desenvolver uma maneira económica de miniaturizar espectrómetros IV com base num fotodetetor de ponto quântico que pode ser integrado num único chip. Os investigadores construíram um espectrómetro de guia de ondas em miniatura que usa um fotodetetor de subcomprimento de onda como detetor de luz.
Conforme mostrado na figura abaixo, o fotodetetor é composto por um elétrodo de ouro localizado na parte inferior, que atua como centro de espalhamento, uma camada fotoativa composta por telureto de mercúrio coloidal – HgTe – pontos quânticos e um elétrodo superior feito de ouro. Movendo o espelho, a fotocorrente medida reproduz a intensidade da luz de onda estacionária, ou luz infravermelha. A transformada de Fourier do sinal medido fornece o espectro ótico.
Princípio de operação do espectrómetro IV
A miniaturização dos espectrómetros infravermelhos levará ao seu uso mais amplo em eletrónicos de consumo, como smartphones que permitem inspeção de alimentos, deteção de produtos químicos perigosos, monitorização da poluição do ar, etc. A deteção de alguns produtos químicos sem equipamento de laboratório pode se tornar possível. Além disso, os dispositivos que contêm esses detetores podem ser usados ​​para detetar medicamentos falsificados, bem como gases de efeito estufa, como metano ou CO2.
Sistema multiswitch TERRA SMATV. Os sistemas baseados em multiswitches são profissionais e a maneira mais popular de fornecer sinais de TV terrestre (FM/DAB e DVB-T2) e satélite SAT (DVB-S/S2) para mais assinantes. É o utilizador final que decide quais programas assistir, comprando o recetor de satélite apropriado ou assinando um contrato individual com um dos provedores de plataforma digital. Os produtos TERRA, dedicados ao uso de sistemas SMATV, são principalmente equipamentos de primeira classe cobertos por uma garantia de quatro anos. Os sistemas de TV baseados nesses componentes garantem uma ótima receção de sinal por muito tempo.
Num dos conjuntos habitacionais de Cracóvia, o sistema multiswitch foi instalado com base em equipamentos TERRA.
Um mastro de antena foi montado no telhado de um edifício multifamiliar, no qual foi suspensa uma antena parabólica A9682 de 120 cm, fornecendo a receção de sinais de duas posições de satélite: Hotbird 13°E e Astra 19.2°E. Para TV terrestre DVB-T2 nas bandas VHF e UHF respetivamente, as antenas utilizadas foram: Dipol 4/5-12 A0140 (polarização vertical), DIPOL SMART HORIZON A2230 (polarização horizontal), enquanto para rádio FM a antena Dipol 1RUZ PM B A0221. Para equalizar e aumentar o nível do sinal DVB-T2, o sistema utilizou um amplificador de canal em 440 (este amplificador foi substituído pelo modelo PA-420T R82516 mais recente na linha de produtos da DIPOL). Em seguida, o sinal foi alimentado ao multiswitch MV-916L R70866. O housing fundido dos dispositivos TERRA garante alta eficiência de peneiramento – classe A.
Câmara ColorVu Hikvision pan-tilt. Dipol oferece duas câmaras pan-tilt: a DS-2CD2387G2P-LSU/SL K01569 montada no teto e a compacta DS-2CD2T87G2P-LSU/SL K03937, que combinam duas tecnologias principais ColorVu e AcuSense. Com a tecnologia ColorVu, a câmara pode capturar imagens coloridas 24 horas por dia, mantendo importantes detalhes de identificação. A tecnologia AcuSense aumenta a eficácia do sistema de vigilância eliminando alarmes falsos e incômodos por meio da filtragem de objetos humanos/veículos.
Câmara IP Compacta ColorVu: Hikvision DS-2CD2T87G2P-LSU (8 MP, 4 mm, 0,0005lx,. até 40 m, H.265)
Câmara Dome IP ColorVu: Hikvision DS-2CD2387G2P-LSU (8 MP, 4 mm, 0,0005lx, até 30 m, H.265)
Câmara Compacta IP ColorVu
DS-2CD2T87G2P-LSU/SL K03937
Câmara de Teto IP ColorVu
DS-2CD2387G2P-LSU/SL K01569
As câmaras são equipadas com dois sensores de 1/1,8" que permitem uma resolução total de imagem de 8 MP. Possuem duas lentes ultrabrilhantes com abertura de F1.0 e distância focal de 4 mm permitindo a observação de 180° do alti-falante e o microfone integrados permitem a gravação de áudio, alertas de áudio e comunicação de áudio. Em condições extremas, um iluminador de luz branca pode ligar e iluminar automaticamente a cena para fornecer imagens coloridas de boa qualidade. Além disso, as câmaras podem emitir um alarme leve para afastar intrusos. O suporte para os métodos de compactação H.265(+) mais recentes e legados permite que o tempo de arquivo das gravações seja estendido, mantendo excelente qualidade de imagem e compatibilidade com versões anteriores. Funções adicionais para ajudar a melhorar a qualidade da imagem, incluindo: AGC, 3D-DNR, WDR (130 dB), BLC, HLC e análise de imagem integrada (VCA baseado num algoritmo de aprendizagem profunda, permite que se use a câmara para projetos avançados. A câmara pode ser alimentada convencionalmente com 12 V DC ou através de PoE (compatível com o padrão 802.802.3af).
Como funcionam os conversores HDMI para IP? Os conversores HDMI usam transmissão multicast para transferir dados entre o transmissor e o recetor. Por esta razão, não é recomendado o uso de conversores em redes domésticas (tal fluxo é enviado numa rede tradicional/direta para cada dispositivo, sobrecarregando os switches e também os routers). É melhor criar uma rede dedicada para os conversores ou VLANs dedicadas (redes locais virtuais).
O protocolo HDbitT é usado para transmissão. A tecnologia de transmissão de bits digitais de alta definição permite a transmissão de áudio/vídeo em resoluções de até 4Kx2K @ 60Hz por meio de cabos de rede, fiação elétrica, cabo de fibra ótica, cabos coaxiais ou sem fio.
HDbitT garante conectividade tudo-em-um, permitindo a distribuição de áudio e vídeo 4K Ultra HD, bem como a transmissão de sinais de controlo RS232, IV e USB.
Principais benefícios do HDbit:
  • a distância na qual um sinal pode ser transmitido pode exceder 100 m,
  • HDbitT suporta recursos como: CEC, EDID e HDCP,
  • suporte para vários meios de transmissão, como par trançado, cabo coaxial, fibra ótica, rede elétrica, rede sem fio,
  • possibilidade de transmissão segura com o protocolo AES,
  • usando a rede de computadores existente para transmissão de sinal,
  • usando compactação eficiente para economizar largura de banda na rede,
  • dispositivos plug and play,
  • suporte para conexões ponto a ponto e ponto a multiponto.
Dispositivos que suportam o protocolo HDbitT:
  • H3606 HDMI para conversor de IP + extensor de controlo remoto,
  • H3606R HDMI para conversor de IP + extensor-recetor de controlo remoto,
  • H3613 HDMI para conversor de IP com extensor USB,
  • H3613R HDMI para conversor de IP com extensor-recetor USB,
  • H3614 HDMI para conversor de sinal IP (multicast) v4.0,
  • H3614R HDMI para conversor de sinal IP (multicast) – recetor v4.0.
Diagrama de aplicação do conversor HDMI para IP com o extensor USB H3613
Máquina de fusão de fibras óticas – teste com VFL. As máquinas de fusão Signal Fire Ai-9 possuem um localizador visual de falhas VFL integrado. Este dispositivo gera luz visível (vermelha) com comprimento de onda de 650 nm para verificação preliminar de uma emenda. Após retirar um pigtail da embalagem, o usuário conecta o seu conector ao soquete VFL, enquanto a extremidade livre da fibra é emendada com a do cabo. Após a emenda, é possível gerar luz visível com o botão "650" na parte frontal da emenda. A pessoa na outra extremidade do link verifica se a luz atinge a outra extremidade do caminho ótico.
Curiosamente, a máquina de fusão Signal Fire pode emendar quando a luz visível já está propagada através da fibra. A emenda com o VFL depende do sistema mecânico da emenda e do seu software. Algumas máquinas recusam-se a trabalhar se for esse o caso. Este recurso pode ser útil quando a luz visível é introduzida em várias ou mais fibras usando um divisor ótico num lado da conexão (usando um VFL dedicado, para evitar a troca da fonte de luz e estar constantemente em contacto com a máquina) e a fusão é executada do outro lado.
Máquina Fusão: Signal Fire AI-9 (com caixa de ferramentas e ferramentas)
Máquina Fusão: Signal Fire AI-9 (com caixa de ferramentas e ferramentas)
Signal Fire Ai-9 L5875 tem um módulo VFL embutido. Portanto, é possível conectar o pigtail que está a ser emendado diretamente ao módulo e, em seguida, emendar e verificar a junta.
Novos produtos oferecidos pela DIPOL
Estação de Porta Hikvision DS-KB8113-IME1 IP Villa 2ª geração. (1 assinante G73632 à prova de vandalismo, montagem em superfície)
Estação de Porta DS-KB8113-IME1 IP Villa 2ª geração G73619 é uma estação de porta de 1 assinante para o sistema de vídeo porteiro IP de 2ª geração da Hikvision em design à prova de vandalismo com proteção IK09. Câmara colorida embutida com resolução de 2 MP com amplos ângulos de visão (88° (H)/45° (V)) e um iluminador IV com alcance de 3 m, garante uma observação adequada da área 24 horas por dia. O painel possui uma entrada de alarme e saída de relé (não expansível) dedicada à abertura do postigo. O alti-falante e microfone integrados com função de cancelamento de eco e ruído permitem conexões de voz de boa qualidade.
Antena TRANS-DATA 5G DW4-A
Antena 5G TRANS-DATA DW4-A A741003 é uma antena omnidirecional interna projetada para melhorar a receção do sinal 5G/LTE. A antena oferece um ganho de 4-6 dBi nas bandas: 617-960, 1950-2700, 3300-4200, 4800-6000 MHz, tornando-a ideal para distribuir sinais de um repetidor 5G/LTE num prédio, por exemplo.
Switch PoE Industrial Gerido ULTIPOWER 3621NDM (4x POE 802.3af/at), 2xSFP
Switch POE Industrial Gerido ULTIPOWER 3621NDM (4x POE 802.3af/at), 2xSFP N299749 é um dispositivo do tipo industrial que fornece transmissão de rede contínua. O switch está equipado com duas portas SFP 1000 Mbps e permite estabelecer conexões a 10/100/1000 Mbps. As suas quatro portas RJ45 suportam autonegociação e power over Ethernet (função PoE). O switch deteta automaticamente dispositivos PD compatíveis com o padrão IEEE 802.3af ou IEEE 802.3at e fornece alimentação. Dessa forma, é fácil alimentar dispositivos de rede localizados em locais sem acesso a linhas CA, como pontos de acesso, câmaras IP, telefones IP, etc.
Vale a pena ler:
Sinal de interferência LTE no sistema DVB-T2. A banda de 700 MHz não é mais usada para sinais de TV terrestre. Esta banda foi disponibilizada para operadoras de rede móvel para serviços 5G/LTE. Portanto, os canais de TV com as frequências mais altas (canais acima de 40) são os que mais correm o risco de interferência de transmissores LTE. A imagem no ecrã da TV pode congelar, e podem aparecer listras e quadrados coloridos (quadro de imagem). Como se pode confirmar tal diagnóstico? A melhor maneira é contratar um instalador que esteja equipado com um medidor profissional...>>>mais
Exemplo de distribuição de espectro feito com o medidor DD 2400 R10205. Nesse caso, os sinais de interferência LTE podem ser vistos no espectro da frequência de 694 MHz acima.
Antena de TV DIPOL SMART CITY DVB-T2
Antena SMART CITY DVB/T2 com bypass até 40 km do transmissor
 
SUBSCRIÇÃO
Se esta interessado em receber a nossa Newsletter semanal por email, insira o seu endereço de email:
 
 
NA EDIÇÃO ANTERIOR
ARQUIVO NEWSLETTERS
PROMOÇÃO
NOVOS TÍTULOS
PARA SABER MAIS