MEU CARRINHO
O meu Carrinho está vazio

SUPORTE

Newsletter

Revisão Semanal DIPOL – TV e SAT TV, CCTV, WLAN
Nº 3/2024 (15 de Janeiro de 2024)
Sistema de transporte autónomo escalável. A Aurora Innovation, conhecida por projetar veículos autónomos, anunciou a conclusão do projeto Aurora Driver, que envolveu o desenvolvimento de hardware utilizado em tratores-reboques com Nível SAE 4 automação (nesta categoria, os veículos são capazes de realizar funções de direção, frenagem, aceleração, além de monitorizar todo o ambiente e a movimentação de outros veículos em diferentes ambientes, condições e velocidades). Neste modo, o veículo é capaz de conduzir de forma autónoma desde o ponto de partida até ao destino, sujeito a condições rodoviárias e meteorológicas favoráveis. Em caso de situações inusitadas, o sistema pode ser desativado, solicitando que o utilizador assuma o controlo do veículo. A tecnologia desenvolvida será utilizada numa nova linha de tratores-reboques não tripulados, prevista para produção em cooperação com a empresa alemã Continental a partir de 2027.
A Continental e a Aurora projetaram o primeiro sistema de transporte autónomo escalável do mundo.
Aurora confirmou um plano para implantar uma pequena frota de camiões totalmente autónomos até o final de 2024. Após a conclusão do projeto, a empresa pretende produzir “milhares” desses veículos em três anos. A empresa foi fundada em 2017 por pessoas com experiência em Uber, Tesla e Waymo. Até o final deste ano, a empresa planeia implantar 20 camiões totalmente autónomos, enquanto em 2025 o número aumentará para 100 unidades.
Em Abril de 2023, a Aurora anunciou um projeto conjunto com a Continental, indicando que a parceria ajudará a ampliar os planos de produção. A empresa também firmou acordos para fornecimento de sistemas de piloto automático para camiões Volvo. Os criadores do novo sistema esperam que a sua abordagem conservadora à comercialização torne os seus produtos mais práticos do que as soluções concorrentes.
O ano de 2024 verá o teste de protótipos numa fábrica localizada em New Braunfels, Texas. A Continental irá empenhar-se na “industrialização e validação” da tecnologia da Aurora, após o que iniciará a produção em série nas suas fábricas. Um sistema de backup adicional permitirá o controlo manual do veículo em caso de falhas de sensores e outros equipamentos. As duas empresas também prepararão um “pacote de serviços” para clientes que adquirirem caminhões autónomos.
Acesso total ao DVR da Sunell via Internet sem encaminhamento de porta. A nuvem P2P normalmente permite acesso parcial aos dispositivos da rede. Usando uma aplicação num telefone ou computador, é possível obter visualização ao vivo criptografada, reproduzir gravações de arquivo, lidar com notificações de alarme e configuração básica do dispositivo.
Para NVRs Sunell, além do acesso P2P padrão, pode ser ativada a função Web NAT, que permite acesso total ao dispositivo através de um navegador web. Com esta função é possível configurar todos os parâmetros do DVR a partir de um local remoto.
Esta função é crucial tanto para o utilizador, que facilmente obtém acesso total, quanto para o instalador. O instalador pode ajustar parâmetros remotamente, adicionar novas câmaras e realizar facilmente todas as configurações necessárias. Após habilitar o Web NAT, acesse https://www.51cloudtech.com, onde você insere o número de série do dispositivo. A interface do navegador do NVR aparecerá, permitindo que você faça login e tenha acesso total como se o dispositivo estivesse na rede local.
Tal funcionalidade será apreciada principalmente pelos instaladores, que, com as credenciais de login adequadas, poderão verificar a configuração de um NVR de forma fácil, rápida e, acima de tudo, remota.
Terminação de cabo de fibra ótica. Cabos de fibra ótica contendo 4 ou 8 fibras são a solução mais comum usada para conexões LAN em pequenas empresas e instalações industriais. O ponto final pode ser a popular caixa de assinante ULTIMODE TB-04H L5304.
Caixa de Terminação de Fibra Ótica ULTIMODE TB-04H
A caixa de assinante ULTIMODE foi projetada para instalação rápida e fácil de fibras óticas. A caixa possui espaço para o cabo sobressalente e quatro protetores de emenda. A tampa externa é montada por meio de encaixes e pode ser totalmente removida da caixa.
Aplicação prática da caixa L5304. Em teoria, a caixa foi projetada para montar 4 adaptadores SC simplex e terminar 4 fibras óticas. Na prática, porém, é possível encaixar até 8 emendas e usar adaptadores LC duplex.
Sistema hoteleiro – distribuição de sinais DVB-T2 e DVB-S/S2 em cabo de fibra ótica. Um proprietário de um grande complexo hoteleiro encomendou a instalação de TV terrestre fornecendo sinais no novo padrão DVB-T2 e sinais de satélite DVB-S/S2. O sistema deveria cobrir 5 locais e distribuir um sinal no novo padrão DVB-T2 de um transmissor local e 20 programas de satélite FTA na forma de sinal digital DVB-T. Para o efeito foi escolhida uma solução em equipamentos da marca TERRA.
Antena TV UHF DVB-T/T2: DIPOL 44/21-48 Tri DigitAntena FM: Dipol 1RUZ PM B (omnidirecional H+V)Antena DAB/DVB-T/T2: DIPOL 7/5-12LNB QUATRO Universal: Inverto HOME Pro 0.3dBFonte de alimentação de comutação TERRA PS202F (20V 2A, SCR digital)Multiswitch Cabo Único dSCR: Terra SRM-522 (290...2340MHz, classe A, TV terrestre passiva)Fonte de Alimentação TERRA UP413 (12V/4.5A, para módulos Terra)Amplificador Quatro canais: Terra at440 (UHF, DVB-T, AGC) Amplificador Multibanda Terra ma400 (FM/VHF/UHF)Transmodulator TERRA DVB-S/S2 (8PSK, QPSK) para 8xDVB-T (COFDM) TDX-480 (FTA)Transmissor Ótico TV: TERRA mo418 4D31 (1x6dBm, 1310nm)Repartidor Ótico: Terra so414 (1x4)Tomada Encastrar TV/FM: GAR-TVP8/RS5 (terminal)Nó Ótico TERRA OD-005P (recetor FTTH)Nó Ótico TERRA OD-005P (recetor FTTH)Nó Ótico TERRA OD-005P (recetor FTTH)Nó Ótico TERRA OD-005P (recetor FTTH)Repartidor 3-Saidas TV/FM Signal R-3Derivador 8-saidas: FAC-8-20dB (5-1000MHz)Antena Parabólica Satélite FAMAVAL TRX-EL 110 (grafite) (110 cm)Amplificador de Filtro Multicanal: Johansson PROFINO Revolution 6710 (FM-DAB/VHF-2xUHF, programado digitalmente)
Diagrama do sistema ótico e de cobre para 5 instalações hoteleiras com distribuição de sinal DVB-T2 (4 multiplexes de TV digital terrestre e 8 multiplexes do transmodulador tdx-481 R81621). Parte do sinal fonte foi alocada para a sub-rede local (prédio com sala de atendimento). Fibras óticas monomodo foram conectadas aos restantes edifícios.
Para garantir a distribuição dos sinais de TV terrestre da melhor qualidade possível e equalizar os níveis de sinal na entrada do sistema, o contratante decidiu utilizar o amplificador multibanda programável PROFINO Revolution 6711 R89062. A receção e distribuição de programas de satélite são possíveis com o uso do transmodulador tdx-481 R81621. A configuração dos painéis mostrada no diagrama permite receber 16 programas de satélite em qualidade Full HD a partir de 8 transponders.
O sinal DVB-T/T2 preparado para distribuição é transmitido para outros edifícios através de fibra ótica monomodo. Para esse fim foi utilizado o transmissor ótico mo418 4D31 R82522 com potência laser de 6 dBm. Além disso, o divisor ótico so414 R82527 é montado na mesma calha DIN R82538 para dividir o sinal em quatro caminhos óticos. O transmissor é alimentado pela fonte de alimentação DR-60-12 12V/4,5A R82532. A conversão inversa do sinal do meio ótico para fio de cobre é realizada em edifícios hoteleiros pelos nós óticos TERRA OD-005P R81760. O nível máximo de sinal na saída do nó é de 107 dBµV, o que permite que o sinal de TV seja distribuído para várias dezenas de tomadas R62120 sem a necessidade de amplificadores adicionais. Nesta configuração de dispositivos de fibra ótica, o sinal DVB-T/T2 pode ser transmitido a uma distância de até 12 km.
Monitorização de uma residência unifamiliar baseado em câmaras Hikvision da série EasyIP Lite. O diagrama abaixo mostra um sistema de monitorização residencial unifamiliar baseado no IP Hikvision DS-2CD1043G2-I câmaras K03027 EasyIP Lite com deteção de movimento 2.0. As câmaras são equipadas com sensores de imagem com resolução de 4 MP e distância focal fixa garantindo um amplo ângulo de visão de 99°. Este modelo utiliza LEDs infravermelhos na tecnologia EXIR 2.0 que permite uma iluminação uniforme da área à noite. O NVR DS-7604NXI-K1 K22031 é usado para gravar eventos. O switch PoE de 6 portas N299781 foi usado para estabelecer a comunicação entre os dispositivos e alimentar as câmaras. O NVR usa o disco rígido WD Purple M89270 com capacidade de 2 TB. Suporte à compressão H.265 pelo DVR e câmaras, permite armazenar as gravações de 14 dias a 20 fps. Para acessar o sistema pela rede local e externa, o gravador foi conectado ao roteador Mercusys AC12G N2933. Localmente, as imagens serão exibidas no monitor Hikvision DS-D5022FN-C M29122. Com suporte à nuvem Hik-Connect por dispositivos Hikvision, o acesso a partir de uma rede externa é extremamente fácil e não requer conhecimento avançado de problemas de rede.
Câmara IP Compacta: Hikvision DS-2CD1043G2-I (4 MP, 2,8 mm, 0,01 lx, IV até 30m, MD2.0, H.265)Caixa de Junção DS-1280ZJ-XS (para câmaras Hikvision dome/compactas)NVR IP: Hikvision AcuSense DS-7604NXI-K1 (4 canais, 40 Mbps, 1 x SATA, HDMI, VGA, H.265)HDD Western Digital PURPLE WD20PURZ 2TB (3.5Router Gigabit: Mercusys AC12G (AC1200, 2.4GHz, 5GHz, 3xLAN (GE), 1xWAN (GE))Switch PoE: ULTIPOWER PRO0064afat (65W, 6xRJ45: 4xPoE 802.3af/at, PoE Auto Check)
Utilizando quatro câmaras de 4 MP (2560 × 1440 px), gravação contínua de 20 fps, conjunto de compressão H.265 e perfil selecionado para complexidade média de cena, as gravações no disco rígido de 2 TB serão mantidas por cerca de 14 dias.
Transmissão de sinal HDMI e USB em fibra ótica. Sempre que a visualização e controlo do DVR for realizada a partir de uma sala remota (ex. central de vigilância), há necessidade de transmissão HDMI e sinais USB. Se a distância do cabo não exceder 100 m, os conversores H3613 podem ser usados ​​e conectados com um cabo de par trançado padrão cat. 5e.
Onde for necessário conectar dispositivos a até 200 metros de distância, um dispositivo ativo intermediário, como o switch N29915, deverá ser usado. Porém, já nessas distâncias é melhor utilizar conversores de média e cabo de fibra ótica. O comprimento máximo do cabo de fibra ótica depende dos conversores de média utilizados e pode ser de até 40 km.
Conversor HDMI para IP: Signal HD (com extensor USB)Conversor HDMI para IP: Signal HD (com extensor USB)Conversor Media Ethernet M-023G (1 Gb/s, para duas fibras multimodo até 2 km) Conversor Media Ethernet M-023G (1 Gb/s, para duas fibras multimodo até 2 km)
Diagrama de aplicação de conversores de média de fibra ótica com conversores HDMI + USB. Transmissão de sinais HDMI e USB do local de gravação seguro para a central de vigilância. A utilização dos conversores de mídia L10025 permite a transmissão do sinal em até no máximo 2 km.
Novos produtos oferecidos pela DIPOL
Tomada FTTH 4HP montada em superfície para assinante externo HERMES
Tomada de assinante FTTH 4HP externa montada em superfície HERMES L5307 é um elemento usado para conectar extremidades de cabos de fibra ótica em redes FTTH. Solução ideal em locais onde é necessário conectar no máximo de 4 utilizadores. Com alto nível de design, tamanho compacto, caixa plástica com espaço para divisor e possibilidade de montagem em poste e na parede, a tomada HERMES é utilizada com sucesso como terminação de redes FTTH tanto em linhas aéreas quanto diretamente em single - e habitação multifamiliar.


Micro suporte SHARK (para tomada HERMES)
Micro suporte de poste SHARK L5308 é um tipo de estrutura de aço utilizada para montagem da tomada de assinante HERMES. É ideal para proteger o fornecimento de cabos de acesso no segmento de distribuição. Fabricado em aço galvanizado, foi projetado para instalação em rede aérea. O suporte permite armazenar 20 metros de stock de cabo (com diâmetro de cabo de 6 mm).


Modulador WS-6990 HDMI – DVB-T/C com taxa de bits ajustável (1..20 Mbps) – suporte HDCP
O WS-6990 HDMI – DVB-T/C com taxa de bits ajustável (1..20 Mbps) – suporte HDCPR86701 é um dispositivo multifuncional que modula o sinal de entrada dado ao conector HDMI no DVB- Padrão T/C/ISDB-T. Sinais SD e Full HD podem ser alimentados nele. Entradas disponíveis: HDMI A/V (RCA) e RF, que podem ser usadas para somar o sinal de saída com outro sinal de TV. O dispositivo é um modulador de canal único. Isso significa que você pode conectar uma única fonte de sinal a ele e modulá-lo num multiplex digital DVB-T ou DVB-C ou ISDB-T. As opções de configuração permitem que o fluxo de saída seja adicionado a um sistema DVB-T/C/ISDB-T existente conforme desejado pelo administrador ou desenvolvedor.

Vale a pena ler:
NVRs Sunell - desativa notificações via entrada de alarme. Se o edifício tiver outros sistemas além do sistema de vigilância, por ex. sistema predial inteligente, sistema de controlo de acesso ou sistema de alarme, vale a pena considerar a implementação da função de desarmamento do NVR. A ativação desta função resulta na desativação de notificações geradas por eventos de alarme, como deteção de movimento ou cruzamento de linha virtual. Os eventos normalmente são registados no sistema e um registo é mantido, mas ações de alarme podem ser desativadas, como envio de e-mail ou envio de notificações para a aplicação cliente...>>>mais
Como conectar o sinal da central Satel Integra 32 a uma entrada de alarme do DVR, utilizando um relé.
Recetor DVB-T/T2: SIGNAL T2-MINI DVB-T2 HEVC USB 5V
Televisão digital SIGNAL T2-MINI ao seu alcance
 
SUBSCRIÇÃO
Se esta interessado em receber a nossa Newsletter semanal por email, insira o seu endereço de email:
 
 
NA EDIÇÃO ANTERIOR
ARQUIVO NEWSLETTERS
PROMOÇÃO
NOVOS TÍTULOS
PARA SABER MAIS